Picada de cobra

As cobras são animais de sangue frio, ou seja, não conseguem manter a temperatura de seu corpo, quando seu corpo está "frio" seu metabolismo diminui de tal forma que ela é capaz de ficar dias sem comer. Para a digestão as cobras também precisam manter uma temperatura "agradável", pois para o processo digestivo ocorrer é preciso um bom funcionamento metabólico do animal, por isso que depois de uma boa alimentação as cobras costumam ficar horas paradas ao sol. Esse fato também explica a distribuição de cobras no planeta, pode-se notar que em lugares frios não existem cobras e nem outros tipos de répteis. Fora os lugares frios, as cobras se adaptaram bem aos outros habitat, pode-se encontrar cobras desde os secos desertos até as úmidas florestas tropicais. Muitos foram os fatores que proporcionaram tal sucesso:

 - As cobras comem a maioria dos bichos, desde insetos até mamíferos, principalmente roedores e até ovos.
          - Botam ovos (até então os animais dependiam da água para sua reprodução. ver anfíbios), esses ovos tornaram os animais independentes da água em sua reprodução. Com vitelo o suficiente para nutrir o embrião e uma casca que impede a perda de água, os ovos contribuíram muito para as cobras e outros répteis dominarem o ambiente terrestre.
          - Uma língua bífida, capaz de detectar o cheiro de sua presa no ar.
          - Uma incrível capacidade de deslocar as mandíbulas, podendo assim comer animais grandes.
          - Dentes virados para trás com a função de prender as vitimas
          - Algumas desenvolveram um veneno que pode paralisar ou até matar a presa em instantes.

Identificação

Dessas cobras, as venenosas, existem pequenos detalhes a serem lembrados:

          - Apresentam uma pequena cavidade, muitas vezes confundida com uma narina, chamada fosseta loreal (foto)
          - A forma de sua cabeça é triangular e apresenta pequenas escamas.
          - Possuem grandes dentes frontais.
          - Na maioria das vezes chamam a atenção, seja pela cor ou por seus ruídos (somente as cascavéis apresentam um chocalho, que o som serve como um tipo de alerta para outros animais)

Mas lembre-se: alguns detalhes são muito difíceis de serem notados e existem muitas exceções, portanto tome cuidado com todas as cobras...

Caso você encontre uma e capture-a, envie-a para o Instituto Butantã!

 

 

 

Instituto Butantan

O que acontece
Aproximadamente 1% das picadas de cobras venenosas são fatais quando a vítima não é socorrida a tempo. Mesmo que seja impossível reconhecer a cobra que causou o acidente, é necessário procurar um médico, enquanto mantém-se a vítima deitada e calma.

Ação vasculotóxica - manifesta-se por hemorragias devido a lesão vascular, equimoses e sangramentos tais como epistaxe e gengivorragia.


Bolhas, equimoses, necrose, oligúria e anúria, levando à insuficiência renal aguda (12h depois do acidente). Ao lado necrose em um coelho que também foi picado por uma bothrops
 

                COELHO


Ação proteolítica - caracteriza-se por edema local firme, acompanhado de dor que pode variar de discreta a intensa, bolhas, necroses e abscessos


Sinais indicadores
 Inchaço e dores, com sensação de formigamento no local da mordida.
 Manchas rosas na pele.
 Pulso acelerado.
 Fraqueza e visão turva.
 Náuseas, vômitos e dificuldades para respirar.

O que não fazer
 Não dê álcool a vítima, sedativos ou aspirinas.
 Nunca faça cortes ou incisões.
 O uso do torniquete é contra-indicado.

O que fazer
 Solicite socorro médico imediato.
 Mantenha o local da mordida abaixo do nível do coração. Em seguida, limpe-o com água e sabão.
 Compressas de gelo ou água fria retardam os efeitos do veneno.